Que o Senhor noss abençoe e nos livre de todo o mal..

quarta-feira, 13 de junho de 2018

Em Sintonia Com Deus: Evangelho segundo Mateus 5,17-19


Versículos comentados: 19

Jesus é bem claro neste versículo. Existem os pequenos e grandes no Reino dos Céus. A escolha cabe a cada um de nós. De que maneira deve ser feita?

É o próprio Jesus que nos explica. Quem não cumpre os mandamentos e ensina de forma errada aos outros, torna-se o menor; quem os pratica e ensina corretamente, torna-se o maior.

Pratiquemos corajosamente e ensinemos com desassombro o menosr dos mandamentos, a fim de que sejamos grandes no Reino de Deus.

 Paz e Luz

Antonio Luiz Macêdo

 

Leia mais obras do autor:
Conta-gotas Do Dia a Dia (no final da página)
Sou Catequista (busque em Artigos)

Acesse também:


terça-feira, 12 de junho de 2018

Em Sintonia Com Deus: Evangelho segundo Mateus 5,13-16


Versículos comentados: 13 e 14

São maravilhosas as comparações de Jesus. Quando nos compara com o sal, Ele quer dizer que nós devemos DAR GOSTO às coisas de Deus. E, além disso, CONSERVÁ-LAS sempre em nosso coração. Representam duas propriedades do sal.

 

E quais as propriedades da luz? A luz AQUECE e ILUMINA. Jesus quer nos dizer que devemos iluminar o caminho das pessoas com o nosso TESTEMUNHO  e aquecer o coração dos aflitos e necessitados com o bálsamo da sua Palavra.

 

Se observarmos estas duas afirmações de Jesus, tenhamos  certeza que o mundo será melhor porquanto seremos melhores também. Lembremo-nos sempre que as transformações jamais ocorrerão de FORA PARA DENTRO, mas de DENTRO PARA FORA. Foi isso que o Senhor nos quis dizer.

 

Paz e Luz

Antonio Luiz Macêdo

 

Leia mais obras do autor:
Conta-gotas Do Dia a Dia (no final da página)
Sou Catequista (busque em Artigos)

Acesse também:



segunda-feira, 11 de junho de 2018

Em Sintonia Com Deus: Evangelho segundo Mateus 10,7-13


Versículos comentados: 9 e 10

Jesus envia seus discípulos em missão, da mesma maneira que hoje nos envia também. Missão de anunciar a Boa Nova aonde quer que formos.

O desapego é fundamental. Por que? Quando estamos nos apegamos às vestes, calçados, dinheiro, nos deixam preocupações e ansiedades. Enquanto que desapegamo-nos destas coisas, nos tornaremos livres para anunciar o Evangelho.

O desapego e o desejo da paz são as nossas duas armas. Em qualquer casa desejemos a paz – que é um dos frutos do Espírito Santo. e esta paz nunca se perde. Se alguém da casa for digno, a paz ficará; se não, a paz retornará para nós. É hora de anunciarmos a Boa Nova.

Paz e Luz

Antonio Luiz Macêdo

 

Leia mais obras do autor:
Conta-gotas Do Dia a Dia (no final da página)
Sou Catequista (busque em Artigos)

Acesse também:



domingo, 10 de junho de 2018

Em Sintonia Com Deus: Salmo 129,1-2.3-4ab.4c-6.7-8


Versículo comentado: 5

Diante das circunstâncias que o mundo se apresenta aos nossos olhos, onde a violência e a corrupção alarmante já fazem parte integrante da atividade humana... Onde encontrar a ESPERANÇA que se esmaece como tênue bolha de sabão?

Precisamos renovar e reavivar esta esperança em nossos corações despedaçados pelo medo, e angustiados pela incerteza de como será o amanhã. E isto não se dá por nós mesmos. Buscar onde aquilo de que mis necessitamos?

O Salmista nos dá uma pista inigualável. É através dela que nos fortaleceremos para vencer tudo o que vem ao contrário do que se esconde em nossas almas. “No Senhor ponho a minha esperança, espero em sua palavra.

Se gravarmos estas plavras em nossos corações, a ESPERANÇA se reacenderá e a vida brilhará para nós apesar dos obstáculos. Esperar na sua Palavra é a nossa segurança e o nosso refúgio.

Paz e Luz

Antonio Luiz Macêdo

 

Leia mais obras do autor:
Conta-gotas Do Dia a Dia (no final da página)
Sou Catequista (busque em Artigos)

Acesse também:



sábado, 9 de junho de 2018

Em Sintonia Com Deus: Evangelho segundo Lucas 2,41-51


Versículo comentado: 51b

Maria é a Mestra do silêncio. É dela que devemos aprender a falar menos e calar mais. Escutar mais do que ouvir.

 

É o que narra São Lucas no versículo comentado: “Sua mãe, porém, conservava no coração todas estas coisas”. O transtorno pelo qual havia passado pela perda do Menino Jesus, afligia a sua alma e a alma de José. No entanto, ela fez apenas uma pergunta. A resposta foi incompreensível à inteligência humana. Ela não compreendeu nada, e por isso, guardou no silêncio do seu coração as palavras do Filho, a fim de meditá-las à medida que o tempo fosse passando.

 

A Mulher do Silêncio nos dá uma lição maravilhosa para pormos em prática. Nos momentos em que não entendermos as respostas de Deus às nossas orações e súplicas, coloquemos todas elas em nossos corações para que sirvam de reflexão ao longo da nossa vida.

 

Paz e Luz

Antonio Luiz Macêdo

 

Leia mais obras do autor:
Conta-gotas Do Dia a Dia (no final da página)
Sou Catequista (busque em Artigos)

Acesse também:


sexta-feira, 8 de junho de 2018

Em Sintonia Com Deus: Evangelho segundo João 19,31-37


Versículos comentados: 34

Jesus crucificado e morto na cruz. A fim de certificar-se da sua morte, não lhe quebraram as pernas. Mas Longinus – um centurião romano – “abriu-lhe o lado com a sua lança, de onde saiu sangue e água”. Longinus ou São Longuinho, posteriormente viria a dizer: “Este homem era verdadeiramente o Filho de Deus”.

Para nós, Cristãos Católicos, o que significam a Água e o Sangue que jorraram do Sagrado Coração de Jesus? A água significa a Vida Nova que herdamos através do Sacramento do Batismo, tornando-nos Filhos de Deus.

O sangue traz em seu mistério a Eucaristia – presença REAL e VIVA de Cristo em Corpo, Sangue, Alma e Divindade.

E no peito aberto de Jesus encontra-se a Fonte da Misericórdia que transcende o entendimento humano. Uma Misericórdia que é infinitamente maior do que todos os pecados da humanidade inteira. Como não amar um Coração assim? Que a tua Misericórdia, Jesus, se derrame incessantemente sobre nós!

Paz e Luz

Antonio Luiz Macêdo

 

Leia mais obras do autor:
Conta-gotas Do Dia a Dia (no final da página)
Sou Catequista (busque em Artigos)

Acesse também:

quinta-feira, 7 de junho de 2018

Em Sintonia Com Deus: Evangelho segundo Marcos 12,28b-34


Versículos comentados: 28 a 31

Um mestre da Lei aproximou-se de Jesus e perguntou qual o maior dos mandamentos. Esperanto talvez – quem sabe? – que Jesus não respondesse à altura, ferindo a lei de Moisés.

Jesus dividiu a sua resposta em três partes:

1. Deus é o ÚNICO Senhor.

2. Amarás o Senhor teu Deus como aquele que ocupa o PRIMEIRO lugar em tua vida.

3. E ao PRÓXIMO como a ti mesmo.

 

Esta resposta do Jesus, parece-nos que foi colocada propositadamente do final para o começo. É como se Ele dissesse: “Ame-se a si mesmo para que possas amar a Deus através do próximo.” E aqui, deixo uma pergunta: “Se não nos amarmos, de que maneira amaremos a Deus e ao próximo?”

 

Paz e Luz

Antonio Luiz Macêdo

 

Leia mais obras do autor:
Conta-gotas Do Dia a Dia (no final da página)
Sou Catequista (busque em Artigos)

Acesse também: